Música para o silêncio

por Otavio Valle


A rua onde mora Eudóxia de Barros parece saber que ali vive uma pianista. Calma e tranquila, pode-se ouvir até pássaros cantando. Nem dá para acreditar que se está a poucos metros da agitada Avenida Sumaré, zona oeste de São Paulo.

Eudóxia também é assim: calma e tranquila. Vamos para sua sala de estudos, um pequeno cômodo nos fundos de sua casa. Lá, pilhas de livros e partituras dividem o espaço de três metros quadrados com três pianos. Um deles é um mítico Steinway & Sons de cauda, lindo e enorme.

Com a maior simplicidade, a pianista, que um dia trocou uma carreira de êxito internacional para levar a música erudita Brasil afora, pergunta: “O que você quer que eu toque? Mozart, Chopin, Ernesto Nazareth?”. Finjo que tudo isso é simples e digo com uma falsa naturalidade: “Pode ser algum estudo do Chopin!”. Mergulho no som das notas tecladas pela pianista, e as fotos saem com a mesma serenidade de Eudóxia.


_______________________

A pianista paulistana Eudóxia de Barros (1937) é há décadas um dos grandes nomes da música erudita brasileira. Já se apresentou nas principais salas do mundo e possui mais de 30 discos gravados.














      [ fotos ]